bio
turnee
discografiaa
galeria
WhatsApp Image 2016-12-27 at 17.15.40
bdtm
stmbanner

Anywhere But Home

Anywhere But Home é um CD/DVD ao vivo oficial do Evanescence, lançado mundialmente em 22 de novembro de 2004, através da gravadora Wind-Up Records.

O disco contém os vídeos musicais das canções do álbum Fallen, um documentário mostrando a banda durante a turnê, e o concerto ao vivo em Le Zénith, Paris.

Também inclui a versão em estúdio da canção “Missing”, presente na faixa 14. A canção foi lançada como single em 22 de novembro, afim de promover o álbum. O disco vendeu mais de 1 milhão e 500 mil cópias em todo o mundo.

“Anywhere But Home” mescla tanto hits como “Bring Me To Life,” “My Immortal” e “Going Under” com faixas mais desconhecidas como “My Last Breath” e “Imaginary” do grande álbum do Evanescence de 2003, “Fallen“, e ainda um cover da música “Thoughtless” do Körn”. Billboard

Na Billboard 200, o álbum estreou no número trinta e nove, em 11 de dezembro de 2004, vendendo 59 mil cópias em sua primeira semana. Na parada espanhola de DVDs, Anywhere but Home estreou em primeiro lugar na semana encerrada em 28 de novembro de 2004. Mais tarde, tornou-se um dos maiores best-seller musicais de 2004.

Extra:

Uma apresentação secreta de “Bring Me to Life” em Las Vegas, Nevada, pode ser encontrada no menu principal do DVD, movendo o cursor para o maior espinho no lado esquerdo da tela. O símbolo da banda, então, torna-se visível. Quando selecionado, levará o usuário para a filmagem escondida.

Faixas:

A multidão aguarda ansiosa o início do show, as batidas da bateria iniciam a nostálgica apresentação. Haunted é a primeira faixa da set list, uma canção sombria e pesada, a voz baixa e sussurrada de Amy, acompanhada pelo riff de sintetizador abrem a apresentação.

Going Under aproveita o embalo de Haunted e iniciada pela guitarra de John, anima ainda mais o público. O segundo single do Fallen, sem dúvidas é uma das preferidas do público, indispensável em qualquer apresentação da banda. Ao término da música, Amy Lee agradece a calorosa recepção dos fãs, dizendo: “Obrigada (em francês) Paris! Muito obrigada por nos receber de volta!”

Na sequencia, Taking Over Me assume seu lugar na set list. Esta possui um dos refrões mais apaixonantes do álbum: “Eu acredito em você, desistiria de tudo apenas para te encontrar. Eu preciso estar com você, viver, respirar…”, após a canção, Amy diz: “Vocês estão curtindo?” a multidão grita e Amy conclui “Certo! Este é o nosso novo single” dando início à próxima faixa.

Começa Everybody’s Fool, terceiro single do àlbum Fallen, Há uma provocação na voz de Lee que dá à música um tom de desafio, e o som pesado da bateria e das guitarras incrementam o som pesado. Ao final da canção Amy diz: “Obrigada Paris! Bem, agora faremos algo completamente diferente, esta (a próxima) é de uma banda que todos gostamos muito, não vou anunciá-la pois vocês devem de qual me refiro”.

Esta é uma canção da banda Körn, em que o Evanescence incluiu na set list, porém, trata-se de uma nova versão, criada por Amy Lee. O vocalista da banda Korn disse em entrevista à Radio The Blitz 99.7 FM: “Fizemos alguns shows com o EV e eles tocaram (Thougthless). É incrível quando um grande artista faz um cover das nossas canções, e Amy Lee fez isso tão maravilhosamente […] Eu acho ela uma ótima garota e eu adoro esse cover”. Por conter a palavra ‘f*ck’ no refrão, esta faixa trouxe um processo de 57 mil dólares ao Evanescence, pois Travis Skin, ao comprar o DVD para sua filha, alegou que o “encarte não alertava ao conteúdo explicíto das letras”.

Uma das canções mais nostálgicas do àlbum e uma das mais marcantes, talvez o àlbum todo se resumiria nesta canção, que emociona e cativa os fãs.

Os tambores iniciam a canção até que as guitarras surjam no fundo, solos de guitarra conduzem a música até o vocal de Amy. Uma canção desesperada, em que Amy expõe emoções, na perspectiva de uma garota rejeitada e apaixonada. No final da canção, Amy respira fundo e diz: “Se vocês não se importarem, vamos reduzir o ritmo agora, para algumas canções. Animem-se aqui”.

A suave voz de Lee, acompanhada por cordas de violão e piano conduzem esta incrível canção. Os fãs observam a beleza do cenário e atenciosamente escutam a voz delicada e suave de Amy que emocionada agradece. Todos aplaudem.

Os primeiros toques de piano são suficientes para desperar o rugir da multidão, os fãs compõem com Amy Lee, o coro de My Immortal, quarto single do álbum Fallen, à pedido de Amy: “Deixem-me ouví-los cantar”. De repente, as guitarras, baixo e bateria se unem à canção, tornando-a epicamente o grande destaque de todo o show. Amy encerra o momento dizendo: “Vocês arrebentam!”

Sussurros suaves, extensos e impressionantes iniciam a canção mais famosa da banda, Bring Me To Life, o primeiro single da banda Evanescence, leva o público ao delírio.

No embalo de Bring Me To Life explode, de forma impressionante, Tourniquet. Trata-se de uma canção pesada que neste álbum uniu-se à Bring Me To Life. O término desta música emociona a todos, quando Amy agradece seus fãs, se aproxima o fim do concerto: “Paris, muito obrigada! Vocês arrebentaram esta noite! Obrigada, nós mal podemos esperar pra voltar novamente! Esta é a nossa última canção, nos veremos na próxima vez!”

Com um emocionante e épico vocal, Amy dá início ao que seria o fim do show até as guitarras invadirem a canção e logo após darem lugar ao baixo e piano que acompanham a voz de Lee até o refrão. Aparentemente a banda conclui o show após Amy dizer: “Nós amamos você Paris!”, a banda sai do palco mas logo retorna.

“Vocês querem mais uma? [a multidão grita] Está certo. Quero ver as mãos de todos para o ar”. O vocalize de Amy prende a atenção de todos e então a banda dá início à apocaliptica Whisper. Uma das canções mais poderosas do álbum. O coral magistral é o grande destaque da música, “Servatis a periculum. Servatis a maleficum” juntamente com a voz sobreposta de Amy Lee que dá mais emoção à música elevando-a ao ápice do álbum. A multidão grita, Amy agradece: “Nós amamos você, Paris!”. O show termina.

Faixa Bônus

Ela é uma gravação de estúdio, diferente da versão do Demos Bootleg 2001/2002. Após três anos de sua gravação original, “Missing” foi lançada como single promocional para este álbum em novembro de 2004. Entrou para algumas paradas do Brasil, Chile e Taiwan. Composta por Amy Lee, Ben Moody e David Hodges. Produzida por Dave Fortman.